quarta-feira, 23 de novembro de 2011

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Disfarces

todas

as

frutas



inclusive

as

bichadas



têm

direito

a

um

lugar

no

vergel




não

podem



com

a

desfaçatez

da

venenosa

erva



lesar

a

beleza

seletiva

da

seifa

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Disfarces

canto

para

minar

o

cansaço

do

compasso

de

espera


trino

para

eletrizar

o

silêncio

no

grito

das

esferas


oro

para

a

aurora

anunciada

iluminar

a

vitória

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Disfarces

o
poema
vale
a
pena
ainda
se
a
alma
é
pequena

ascende
o
tom
das
vozes
no
silêncio
surdo
dos
seres

apaga
a
feição
fática
que
esboça
o
verso
servil

rabisca
a
rima
que
jamais
seria
de
luta
não
fosse
o
groove
grave
da
greve

grávida
de
sons
&
sonhos
afins

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Disfarces ou

submundo legalizado

os
vermes
se
embriagam
de
dejetos
&
desejos
podres

eles
bebem
&
festejam
o
vômito
verbal
de
seu
amado
mestre
das
tramas

no
lodo
corrupto
em
que
se
borram
de
medo

os
seus
olhos
sombrios
&
falaciosos
chispam