quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

grafismo letal V

quando as rimas voltaram de férias
achei que era poema a prosa ecoante dos fonemas
mas eis que de um discreto enredo profético
a matéria prima da tempestuosa prosa
grafitou com sangue a rima rica da rosa

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

grafismo letal IV

quando as rimas saíram de férias
achei que era prosa o acorde entoado à capela
mas eis que de uma antiga cantiga ribeira
o agudo cortante do canto das lavadeiras
grafitou com sangue o aplauso mudo da platéia

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

grafismo letal III

Quando as rimas saíram de férias
achei que era prosa a paisagem esmiuçada nas telas
mas eis que de um inesperado respingo do pincel
o relevo vazado das tonalidades primárias
grafitou com sangue a tez esmaecida da aquarela

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

grafismo letal II

quando as rimas sairam de férias
achei que era prosa o espinho exposto das rosas
mas eis que de uma invisível pétala de quimera
a abelha melíflua da ensadecida colmeia
grafitou com sangue o pólen estéril das bromélias

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

grafismo letal

quando as rimas sairam de férias
achei que era prosa a invenção oculta na glosa
mas eis que de alguma longíqua esfera
o brilho ofuscante dos punhais estelares
grafitou o fio de sangue na presa da fera

solilóquio

um
desses
dias
em
que
a
palavra
nem
mesmo
larva
urdia



o
silêncio

esse
tigre
cinético

no
regaço
do
escuro
rugia

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Música que dá nome ao show (letra)

canoa canora
a
cuniã
tem
as
ancas
as
curvas
de
canoa
caverna, ecoa
é
montaria
aérea
à
deriva
no
lago
flutua, avoa
no
corpo
o
movimento
dos
barcos
da
popa
à
proa
a
cuniã
é
uma
canoa
sem
ilharga
sem
quilha
à-toa

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

sábado, 10 de julho de 2010

solitude

habito
o
planeta
silêncio
(
tão-só
um
sótão
no
solilóquio
cósmico
)
por
aqui
(
além
de
mim
)
estes
versos
vingam

terça-feira, 6 de julho de 2010

quinta-feira, 1 de julho de 2010

sábado, 8 de maio de 2010

jogos florais

a
begonha-asa-de-anjo
ganha
espaço
no
bico
do
pássaro

despe
se
das
lagartas
semi
bortoletas
tecidas
em
pétalas

vai
no
vão
violeta
das
asas

quarta-feira, 28 de abril de 2010

segunda-feira, 26 de abril de 2010

jogos florais

naquela manhã
toda as flores
estavam ausentes

nem mesmo os espinhos
compareceram
aos rituais matutinos

apenas
o girassol
do alto de sua amarelidão petalar
roçava versos no além solar do azul
afinando farpas & afagos sinfônicos

quarta-feira, 21 de abril de 2010

segunda-feira, 15 de março de 2010